sábado, 4 de agosto de 2012

Morto em 2004, ex-governador Cortez Pereira é condenado pelo TCE

O Diário de Natal também destaca que o ex-governador Cortez Pereira foi condenados, post mortem, pelo Tribunal de Contas do Estado a devolver ao erário R$ 150.039,20. Como Cortez faleceu em 2004, a responsabilidade de ressarcir foi transferida para os herdeiros.
O valor é referente a duas prestações rejeitadas pelo conselheiro Carlos Thompson do tempo em que Cortez foi prefeito do município de Serra do Mel. A primeira prestação de contas foi do 3° bimestre de 2001 e o TCE decidiu que o ex-prefeito teria de devolver ao erário de Serra do Mel R$ 63.196,83; em outro processo, Cortez foi condenado a pagar R$ 86.842,37, relativos aos 5° e 6° bimestres de 2002, encargos que os familiares terão de assumir.
Cortez Pereira de Araújo foi indicado o primeiro governador “biônico” do Rio Grande do Norte pelo então presidente da República Garrastazu Médici, em plena ditadura militar. O governo de Cortez Pereira ainda hoje é considerado um dos mais criativos e férteis do RN, com a criação de grandes projetos em vários setores da administração estadual, mas também se viu envolvido em escândalos de corrupção. O surgimento da indústria da carcinicultura se deu exatamente no seu governo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário