domingo, 1 de julho de 2012

Entenda por que os quenianos ganham tantas competições

Sempre que há uma competição de velocidade, seja no Brasil ou em qualquer outro país, há grandes chances de você ver um corredor queniano liderando as primeiras posições.
Mas por que os corredores de um país tão pobre como o Quênia são praticamente imbatíveis nas provas de longa distância?
A resposta, no entanto, pode ser muito simples. Determinados, os quenianos acordam antes do sol nascer para dar início a um intenso treinamento.  Sozinhos ou em dupla, no asfalto ou na terra batida, os quenianos está lá, treinando com garra.
Diversas regiões do Quênia, como os vilarejos de Bugar, Sergoit são conhecidas por fabricarem medalhistas de ouros nas provas de longas distâncias. São lugares pequenos e isolados, mas que possuem a capacidade de produzir atletas natos.
A vida de corredor para os quenianos inicia desde cedo, ainda na época da escola, quando as crianças ainda nem pensam em serem atletas. Vivendo longe das escolas, elas precisam andar pelo chão duro, vencendo os quilômetros que separam suas casas da educação.
Para muitos quenianos, estudar é como ganhar uma maratona todos os dias.
Entre as estrelas do atletismo queniano está Vivien Cheruiyot. Ela conta que andava 12 km por dia da escola para sua casa.
- Naquela época treinava sem saber.
No ano passado, Vivian foi ouro nos 5.000 m e 10.000 m do Mundial de Daegu.
Outra coisa que pode explicar o boom de atletas quenianos é a oportunidade de ganhar dinheiro.  Um atleta do Quênia chega a sustentar a até 20 pessoas de uma única família.
Segundo Isaiah Kiplagat, presidente da Federação de Atletismo do Quênia, não há uma maneira de determinar porque os atletas quenianos conseguem resultados tão bons – é uma coisa natural.
Fenômeno natural ou não,  o sucesso queniano nas provas de velocidade é um fato, e eles com certeza darão muito trabalho em Londres 2012.

R7.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário