terça-feira, 9 de agosto de 2011

RN LIDERA PROJETOS MAIS UMA VEZ

Para viabilizar projetos já aprovados, o Estado terá de investir em infraestrutura, aprimorar a logística e agilizar licenças ambientais
Pela terceira vez consecutiva, o Rio Grande do Norte é líder em número de projetos eólicos habilitados a participar dos leilões de energia agendados para 17 e 18 de agosto. Dos 240 projetos de parques eólicos habilitados em todo o país, 75 (31,25%) estão no Rio Grande do Norte - estado que conseguiu aprovar 64,6% dos projetos inscritos nos dois leilões. A oferta de energia no RN chega a 1.989 MW - 32,86% do total habilitado. O Rio Grande do Sul, segundo colocado, responde por 24% do total de energia eólica ofertada.
A tendência, segundo Jean Paul Prates, ex-secretário estadual de Energia e atual presidente do Centro de Estratégias em  Recursos Naturais e Energia (Cerne), é que o RN seja, mais uma vez, líder em projetos vencedores. "Quem tem mais projetos habilitados, tem mais chance de vencer", justifica. Habilitar 75 dos 116 projetos inscritos nos dois leilões, segundo Prates, é reflexo do trabalho desenvolvido ao longo de vários anos no estado. "Significa que  empresas e o governo trabalharam bem".  A fase de habilitação é a etapa em que é feita a conferência de documentos jurídicos, institucionais e técnicos, como licenças, dos projetos inscritos

Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Benito Gama, é necessário esperar o leilão para ver se a posição do RN como líder se consolida. "Leilão é leilão. Nunca se sabe o resultado", justificou. Para Prates, a liderança no número de projetos vencedores, se consolidada, aumenta a responsabilidade do Rio Grande do Norte. "Não dá para dormir sobre este berço esplêndido. O Estado tem que trabalhar muito". Segundo ele, a liderança do estado o torna um modelo para todo o país. "Se as ações implementadas no RN forem boas, elas serão copiadas pelos outros estados. Se forem ruins, serão criticadas. Tudo está sendo vigiado: logística, infraestrutura, impacto social nas comunidades".

FONTE:TRIBUNA DO NORTE

Sebrae abre processo seletivo com salário de até R$ 11,8 mil

O Sebrae Nacional abriu processo seletivo para a contratação de profissionais com nível médio (assistentes) e superior (analistas). Há vagas nas áreas de Administração de Empresas, Ciências da Computação, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Direito, Economia, Engenharia, Marketing, Tecnologia da Informação, Processamento de Dados, Psicologia, entre outros cursos.

Os profissionais selecionados e contratados vão trabalhar na sede da instituição, em Brasília. A remuneração varia de R$ 2.406,42 a R$ 3.052,94 para assistentes, e de R$ 5.218,25 a R$ 11.896,00 para analistas, mais benefícios.

As inscrições vão de 10 a 24 de agosto de 2011, por meio de preenchimento de cadastro eletrônico no site da Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino, Tecnologia e Cultura (Fapetec), além de pagamento de taxa.

Todos os detalhes e requisitos estão no Comunicado 02/2011, disponível no site www.fapetec.org , no link “Sebrae Nacional - Seleção de Empregados”.

FONTE:DN OLINE

Mantega diz que crise internacional não provocará desemprego no país



O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta segunda-feira (8), em entrevista exclusiva ao Jornal da Globo, que a crise econômica internacional que afeta principalmente os Estados Unidos e a Europa não vai criar desemprego ou reduzir a renda no Brasil.
Segundo Mantega, a turbulência nos EUA e na Europa é um crise de confiança. “Acho que há uma crise de confiança. É a confiança na capacidade de recuperação dos EUA. Está muito lenta. E a resolução dos problemas da dívida europeia também está demorando”.
Mantega afirmou que os países emergentes, entre eles o Brasil, vão passar melhor pela crise do que os países avançados. “O Brasil é um dos países mais bem preparados para enfrentar uma crise dessa natureza. Por enquanto, é uma crise mais moderada. Vai afetar principalmente os países mais avançados. Enquanto isso os emergentes vão crescendo, vão sobrevivendo melhor que os países avançados”.