sábado, 18 de junho de 2011

Proposta de aumento salarial do Governo do Estado aos professores é de 34%

Nenhum professor da rede estadual de ensino receberá menos que R$ 890, por carga horária de 30 horas semanal, uma vez que o piso salarial foi implantado pelo Governo já neste mês de junho. “O Governo, assim, procura valorizar e garantir o direito do professor. Agora é hora de fazer valer o direito do aluno. Convocamos todos, de imediato, ao retorno às aulas”, disse a secretária de Estado da Educação, Betânia Ramalho, salientando que todos os demais níveis terão um ganho real de 34% que será pago em quatro parcelas iguais: setembro, outubro, novembro e dezembro.

A Proposta do governo contempla todos os professores, ativos e inativos. Por exemplo: um professor com 10 anos de carreira que ganha hoje 1.076 reais passará a ganhar, em dezembro, 1.442 reais, mais Adicional de Tempo de Serviço (ADTS).

“Esse é um momento histórico, considerando que, nos últimos quatro anos, os professores receberam apenas 7.15% de aumento. O Governo também garantiu o pagamento dos 30% do Plano de Cargos e Salários para os funcionários da Educação, ativos e inativos”, disse Betânia Ramalho. Em 2007, 2008 e 2009, não foi concedido nenhum aumento ao magistério. No ano passado, o salário dos professores foi reajustado em 7,15%.

Neste final de semana, o Governo está pagando 40% do 13º Salário para todos os profissionais da Educação. Isso representa um investimento de mais de R$ 20 milhões. Para Betânia Ramalho, as atitudes do governo mostram o tratamento prioritário para a Educação e revela que seu compromisso não se limita a palavras, é pautado por ações responsáveis e concretas.

“Vamos todos, governo, escola pública, professores, funcionários, estudantes, comunidade escolar e a população em geral trabalhar juntos para recuperar e avançar na qualidade do ensino em nosso Estado. O Governo procura valorizar e garantir o direito do professor. Agora é hora de fazer valer o direito do aluno. Para 2012, o governo garante o piso nacional e assegura permanente diálogo com a categoria”, concluiu a secretária.

FONTE: DN OLINE

Exame comprova que corpo encontrado é de menina desaparecida

Corpo de jovem desaparecida desde 31 de maio é encontrada, em Curitiba (Foto: Reprodução RPC TV)


O exame papiloscópico realizado pelo Instituto Médico- Legal (IML) comprovou que o corpo encontrado nesta sexta-feira (17), em Curitiba, é o da universitária Louise Sayuri Maeda desaparecida há 18 dias. O exame confrontou as digitais do banco de dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública no Paraná com as do corpo. Um tiro na cabeça teria sido a causa da morte.
O corpo da universitária que tinha 21 anos estava em uma cava do Rio Iguaçu, no bairro Tatuquara, em estado de decomposição avançado. Quem o encontrou foi um caseiro de uma propriedade que fica na região.
A jovem de 21 anos desapareceu após sair do trabalho em um shopping da capital, por volta das 22h30. Louise Maeda tinha o hábito avisar quando iria sair mais tarde do trabalho para que o pai fosse buscá-la no ponto de ônibus. Mas naquela noite, ela não chegou.
Dias após o desaparecimento, a polícia, por meio do grupo Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre), investigou e descobriu que não houve movimentação financeira na conta de Louise Sayuri.

FONTE: G1