segunda-feira, 27 de junho de 2011

Seleção blinda Neymar e cria estratégia contra fama de "cai-cai"



Vai ser difícil, mas a comissão técnica da seleção brasileira quer tirar o foco gigantesco que se criou em cima de Neymar. Aos 19 anos, ele é o jogador mais badalado na preparação para a Copa América da Argentina, é pretendido por gigantes como Real Madrid e Chelsea e viajou depois de ser o protagonista no título santista na Libertadores. Esta exposição aflige Mano Menezes porque o treinador imagina que o garoto pode ficar visado pela arbitragem, principalmente pela fama que recebeu durante a competição sul-americana de clubes: “cai-cai”
“É sempre difícil você ser o jogador mais importante do time e sabemos que na seleção Neymar terá essa tarefa compartilhada, o que será importante para ele, porque fica mais livre. Ele não vai ter a preocupação de ser na seleção o que é no Santos”, disse Mano Menezes.
Há uma estratégia da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e de representantes do jogador para que a fama de “cai-cai” seja apagada: valorizar o peso, que seria o motivo de não agüentar trombadas, mesmo as não faltosas, e que o faz ir ao chão. Neymar tem 63 quilos, está em trabalho de fortalecimento muscular para agüentar mais os choques, mas ainda é “fraco” e não suporta contatos mais fortes.
Messi, por exemplo, mede 1,69 e pesa 68 quilos. Tem músculos, o que Neymar, 1,74, não tem. O atacante Ronaldo, que com sua empresa de marketing esportivo 9ine gerencia a carreira do menino, participou da reunião com o pai (Neymar) e o empresário do jogador, Wagner Ribeiro, para tratarem do tema e definirem o peso como “culpado” pelas quedas.

FONTE: IG.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário