quarta-feira, 22 de junho de 2011

Padrasto estupra criança de 13 anos e foge no município de Maxaranguape

Um homem de 28 anos é considerado foragido da polícia após estuprar uma menina de 13 anos, enteada, em uma residência no município de Maxaranguape, situado no litoral norte.  De acordo com o delegado Silva Junior, o caso foi registrado por volta de 12h30 dessa terça-feira (21), depois da denúncia da mãe da vítima.

Segundo o delegado Silva Junior, o homem aproveitou que a sua companheira estava na casa de um idoso, onde ela trabalha, e cometeu o ato próximo da saída da criança para residência onde a mãe se encontrava. “O acusado aumentou o som para que os vizinhos não ouvissem qualquer grito, bateu na menina, amordaçou e violentou a criança. No final, ela ainda foi ameaçada de morte”, disse.

O delegado Silva Junior relata que a criança conseguiu fugir da casa enquanto o acusado pedia um carro de lotação para sair do local. “A menina foi até a sua mãe toda ensangüentada e falou sobre o que tinha acontecido. Na ocasião, ela ainda ficou sabendo que por volta de 12h40, quando a ausência da filha foi sentida, o padrasto atendeu o retorno de sua companheira e disse que o celular da menina estava desligado, quando na verdade ela estava machucada na residência e com seu aparelho quebrado”, revelou.

Após a comunicação do caso a polícia, diligências foram realizadas por toda a área e uma barreira policial próximo do município de Ceará – Mirim foi avisada. Neste momento, o carro de lotação se aproximava do local, e o acusado percebeu a presença da viatura e desceu do veículo para dentro de um matagal conseguindo escapar da perseguição.

O delegado Silva Junior confirmou que o exame de corpo e delito foi realizado, onde foi constatado o estupro. “O mandado de prisão preventiva foi expedido e continuamos em diligências na busca pelo homem”, comentou.

A criança de 13 anos está bem, apesar da violência sexual, e terá o um acompanhamento psicológico.
FONTE: DN OLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário