terça-feira, 7 de junho de 2011

Governo vai pedir ilegalidade da greve e cortar ponto dos policiais civis

Em coletiva concedida à imprensa na tarde desta terça-feira (7), no auditório da Governadoria o procurador geral do estado, Miguel Josino anunciou que o Governo vai ajuizar uma ação pedindo a ilegalidade da greve da Polícia Civil, que já dura mais de 20 dias. O procurador anunciou ainda que o ponto dos trabalhadores que aderiram ao movimento será cortado.

De acordo com Miguel Josino, dois 8 itens da pauta de reivindicações dos policiais, seis foram atendidos. Segundo ele, apenas dois ficaram de fora em virtude do limite prudencial.

Também presente na coletiva, o Secretário de Estado da Administração e dos Recursos Humanos, José Anselmo de Carvalho Júnior, disse que o corte do ponto pode se estender às outras categorias que também estão em greve. “Estamos estudando essa possibilidade, mas diante da situação essa medida é real”, declarou o secretário.

Outra questão levantada sobre a Polícia Civil diz respeito a outra paralisação da categoria no ano de 2007, ocasião em que uma ação da justiça pediu uma multa de R$ 5 mil por dia, caso fosse descumprida a determinação de que os grevistas voltassem ao trabalho.

O valor calculado referente ao dia da determinação até o dia em que o movimento chegou ao fim deverá ser pago pelo Sinpol/RN caso fique comprovado que a multa não foi cobrada.


FONTE: DN OLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário