quinta-feira, 30 de junho de 2011

Falso advogado se dizia pré-candidato a prefeito

O estudante de Direito Wendel Gomes do Santos, de 27 anos, preso nessa quarta-feira (29) por policiais do Pelotão de Destacamento de Extremoz, afirmou que as falsificações que realizava, de escrituras públicas e contratos de compra e venda de imóveis, seria na verdade um "trabalho social, já que se apresentava como pré-candidato à Prefeitura de Extremoz.

O tenente Isaac Leão revelou que o material apreendido com o falsificador, que dizia ser advogado à população da cidade, leva a crer que o golpista já havia obtido mais de R$ 500 mil com as falsificações. Wendel foi preso após uma denúncia anônima. O veículo em que se encontrava era roubado e o jovem estava de posse de documentos falsos.

FONTE: TRIBUNA DO NORTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário