quinta-feira, 26 de maio de 2011

Quatro homens são presos pela PF com 22kg de crack

A Polícia Federal realizou mais um flagrante de tráfico de drogas em Natal. Na tarde desta quarta-feira (25) foram presos na rua Presidente Bandeira, Bairro do Alecrim, na Zona Leste, um comerciante potiguar, de 31 anos e três paraibanos, sendo um zelador, de 41 anos de idade e dois vendedores autônomos, de 27 e 30 anos, respectivamente. Com os quatro homens, a PF encontrou 22,7 kg de crack que estavam escondidos nas laterais e no para-choque traseiro de um celta.
Esta investigação teve início há três meses quando a Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) recebeu informações de que uma quadrilha supostamente chefiada por um comerciante estaria trazendo drogas do estado da Paraíba para abastecer a cidade de Caicó, bem como, a capital potiguar. Desse modo, algumas incursões passaram a ser feitas em busca do acusado, tanto em Natal, quanto na região do Seridó. Ao ser localizado e acompanhado, ele foi visto transitando por algumas cidades do interior em atitude suspeita, mas em todas elas sem demonstrar a posse de substância entorpecente.
Com o prosseguimento das investigações, a PF tomou conhecimento de que o comerciante receberia um carregamento de crack ainda esta semana em Natal. Assim, a vigilância em cima do suspeito foi redobrada, pois a informação dava conta de que a droga chegaria em um veículo com placa da Paraíba e que a transação seria feita no estacionamento defronte a um supermercado situado no Alecrim.
Por volta das 16h30, os policiais avistaram quando o comerciante dirigindo uma saveiro chegou ao local e logo foi ao encontro de três homens que ocupavam um celta de cor cinza com placa de Sapé/PB que estava parado no canteiro central. Ali eles passaram a conversar por alguns instantes e no momento em que se preparavam para deixar o local como se fossem permutar os dois carros, houve a abordagem. Sem chance de reação, o zelador, motorista do celta, confessou de imediato que havia crack no interior do veículo por ele conduzido.

FONTE: POLICIA FEDERAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário