sábado, 23 de abril de 2011

Corpo de atirador de escola em Realengo é enterrado sem a presença de parentes

Rio de Janeiro – O corpo do atirador Wellington de Oliveira, 23 anos, foi enterrado na sexta-feira (22), no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, zona portuária da cidade
O corpo estava no Instituto Médico-Legal (IML) desde o dia 7, quando Wellington, armado com dois revólveres, invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, zona oeste do Rio, matou 12 alunos e feriu 12.
Em seguida, após ser ferido por um policial militar na barriga, encostou uma das armas na testa e se suicidou.
O corpo chegou por volta das 9h num carro funerário da Santa Casa da Misericórdia e meia hora depois foi enterrado numa cova rasa, somente na presença dos coveiros.
A Justiça deu prazo de 15 dias para que Wellington fosse identificado oficialmente por algum parente, caso contrário ele seria enterrado como corpo “não reclamado”.
O prazo expirou ontem (22) e o corpo seguiu para o Cemitério São Francisco Xavier com um ofício do diretor do IML, Sérgio Simonen.

Com informações da Agência Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário